Interfaces: Literatura e Pintura (uma interpretação histórica do cotidiano operário do século XIX)

Nilva Celise Vanoni Bellotti

RESUMO

O objetivo da dissertação foi reler o cotidiano operário do século XIX através da literatura e da pintura. Este estudo se tomou possível devido à mudança que ocorreu na História empreendida pela Escola dos Annales que deixou de lado o enfoque nos grandes homens e nos documentos oficiais, para destacar a História dos que até então foram deixados de lado: os trabalhadores, os excluídos e os oprimidos. A novidade dessa historiografia é o dia-a-dia dos homens comuns, dos desconhecidos, daqueles de quem nunca se fala, que não são célebres.

Essa história do cotidiano do homem é tão significativa, dramática e sedutora quanto a dos grandes homens e dos grandes trabalhos. Dentro das novas possibilidade inauguradas pelos Annales, é que buscamos a literatura e a pintura como fontes históricas, para resgatar índices do cotidiano do trabalhador como: sua maneira de viver, de morar, de vestir, de comer, suas doenças, sexualidade, entre outros.

ABSTRACT

The objective of this dissertation was to reread the daily labor of the nineteenth century through literature and painting. This study became possible due to the change that occurred in history undertaken by the School of Annales which left aside the focus on great men and official documents, to highlight the history of those who have been overlooked: the workers, the excluded and the oppressed.

The novelty of this historiography is the day-to-day lives of ordinary men, the unknowns, those who are never spoken of, who are not famous – The story of the daily life of man is so significant, dramatic and seductive as that of great men and great work. Among the new possibilities opened by the Annales, we use literature and painting as historical sources, to rescue daily rates of the worker like: their way of living, dressing, eating, their diseases, sexuality, amongst others.

Download (PDF) | Visualizar Artigo