Arquivo por Autor

Trajetórias da linguagem

Nelyse Apparecida Melro Salzedas

Arte e Linguagem – vol. 1” da Série Poéticas Visuais é uma coleção de artigos sobre artes plásticas, que trabalham em uma relação interdisciplinar com outras artes e linguagem.

Meyer Shapiro (2000), em “Mots et Images” considera a dificuldade encontrada pelo artista plástico, quando da transposição de imagens advindas de textos escritos para a sua linguagem, e isso pode ser visto em vários artigos.

Um dos artigos, “Susana e Os Velhos”, telas de Tintoretto, engrossa as possibilidades do dito do texto bíblico para a pintura. O pintor veneziano foca suas telas na dúvida do julgamento de Susana. Teria ela razão? Isso é expresso em uma tela exposta no museu de Viena; os juízes tinham razão? Outra está exposta no Museu do Louvre.

Um outro exemplo são as Gabrielas de Di Cavalcanti, semelhantes às de Jorge Amado.

A relação de arte plástica com o cinema também presentifica-se em artigos sobre “Os Sonhos”, de Kurosawa e “O Sorriso de Monalisa”.

Um outro artigo investiga o processo de criação pela intervenção na obra de arte, como vai acontecer com Darcy Penteado.

Vários métodos de leitura foram manipulados pelos articulistas desde a Estética da Recepção à Iconologia e Iconografia de Panofsky (1979) da Escola Alemã.

O livro em questão centra-se na linguagem e suas possibilidades, e expressas no ato da criação.

Comentários desativados em Trajetórias da linguagem

Percurso dos estudos em tecnologias na arte

Ricardo Nicola

Enveredando-se pelos caminhos das tecnologias da informação e da comunicação (TIC´s), o livro “Série Poéticas Visuais – Arte & Tecnologia, vol. 1” (2010) procura elaborar um cenário das várias pesquisas sobre a arte e seus desdobramentos no universo maquínico, como definiria muito bem o filósofo Gilles Deleuze, em “Crítica e Clínica” (1993).. Dentro dessa abordagem, ainda, o livro debruça-se na gênese do desenvolvimento tecnológico presente nas produções artísticas. Para isso, alguns artigos
retrocedem às manifestações tecnológicas e técnicas presentes na arte no princípio do século passado, como são apontadas no trabalho de Milton Nakata (2003), com a sua visão das ilustrações. Nele, o autor explora os diferentes atalhos em que as técnicas solidificaram os produtos midiáticos, momento em que a mídia impressa – representada principalmente pelas revistas, pelos cartazes etc. – credencia o fenômeno. Estão abertas as chances de as TIC´s construírem-se dentro de paradigmas midiáticos bem consistentes.

Extrapolando o fenômeno midiático, – no universo das técnicas, também, – outro artigo chama-nos a atenção para os cartazes da Belle Epoque; visto com riqueza de detalhes, Romão (2002) elenca em seu excerto de tese, em Comunicação e Poéticas Visuais, as diversas manipulações técnicas criadas nos cartazes. O autor realiza um trabalho de garimpagem desses produtos midiáticos, cruzando as abordagens de estilos no passado das artes multimidiáticas.

Diana Domingues, contudo, ressalta em seu artigo “Por uma ecologia das imagens nos sistemas interativos em Software Art: complexidade e iconicidade”, a emergência de abordagem ligada à teoria ecológica da imagem ao explorar as várias modalidades da arte na relação complexidade e espaço, propondo práticas criativas em Software Art “seguindo a proposta de W alter Benjamin do artista-engenheiro como sendo o ‘autor produtor’, ao conceber um sistema interativo que lida com o aparato tecnológico para intervenções na cultura (Domingues, 2010)”. E nessa linha, Emilio García Fernandez apresenta a TV digital Espanhola, os desafios e as virtudes de um sistema que operacionaliza criação e tecnologia.

O livro “Série Poéticas Visuais – Arte & Tecnologia” procura elucidar as várias pesquisas dos docentes do Programa Poéticas Visuais, em que despontam Maria do Carmo
Jampaulo Palhaci, Maria Antonia Bennutti entre outros, onde o cruzamento dessas pesquisas propõe um novo olhar sobre as tecnologias.

Diante disso, o “Arte & Tecnologia”, em seu primeiro volume, antecipa algumas tendências de análise tecnológica sobre a arte, suas inferências, investigações e desdobramentos. Estando, já no prelo, o volume 2, a ser lançado no segundo semestre de 2011. Vale a pena acompanhar os novos olhares de pesquisadores envolvidos direta ou indiretamente neste fenômeno de intensos hibridismos como é a Arte em sua dimensão tecnossocial. Fica o convite a todos para leitura e estudos.

Comentários desativados em Percurso dos estudos em tecnologias na arte

A Poética de Amedeo Modigliani – O Anjo de Olhar Grave

Elza Ajzenberg

RESUMO

Artista que viveu apenas 36 anos, em que parte deles coincidiu com os anos difíceis da Primeira Guerra Mundial. A exposição organizada pelo Restelini permite a apreciação das contribuições de Modigliani nos dias de hoje, e monitora as mensagens das densas experiências deste artista . As pesquisas realizadas por Modigliani mostram suas preocupações, bem como a gravidade do ponto econômico-social do momento de efervescência de debates estéticos.
Hoje, através da exposição Modigliani: O Anjo Melancólico, o público tem a oportunidade de acompanhar as experiências do artista e saber mais sobre os eventos no contexto ou até mesmo refletir sobre as questões mais emergentes da arte do século por vir.
Em suas obras são evidências de intensa reflexão e ternura para os menos afortunados. A escolha dos temas e modelos demonstra estas preocupações. Assim, aparecem em suas obras: a filha da mulher no comando do edifício, as crianças fracas e meninas bonitas do povo.

(mais…)

Comentários desativados em A Poética de Amedeo Modigliani – O Anjo de Olhar Grave

Textura ótica do texto: o visível com condição do legível

Guiomar Josefina Biondo

RESUMO

Nosso propósito é um carta-desenho de Di Cavalcanti, enviada para Mario de Andrade. O sentido surge da relação entre o desenho do retrato e da escrita do retrato que o pintor fez de si mesmo. Para resgatar o legível e o visível, uma carta de Poussin enviada para Chantelou em 1639, será o instrumento heurístico para a nossa análise.

(mais…)

Comentários desativados em Textura ótica do texto: o visível com condição do legível

Recontando o recontado

Nelyse Salzedas e Rivaldo Paccola

RESUMO

Há alguns títulos que, sob um olhar furtivo, causam tumultos e mexem com a nossa imaginação. O texto de Ana Maria Machado – Ponto a ponto – e o tema de uma reunião na Universidade de Brasília – LER: o ensino de leitura e recepção – intertextualizados no ato da leitura são suficientemente provocadores.
Então, a partir deles pode surgir uma forma de rasgar-se, como com um bisturi em uma folha de papel em branco e desenhar com a palavra. Neste modo de pensar, podemos escrever o nosso texto, começando por citar um ensaio de Glawinski (1977), no qual o autor diz que a crítica literária só recentemente se tornou interessado na leitura, seja como objeto de reflexão, ou como uma ferramenta descritiva.

(mais…)

Comentários desativados em Recontando o recontado

A música e as viagens

Edson Leite

RESUMO

O fenômeno das viagens não é novo na história da humanidade, desde que as primeiras sociedades foram criadas os homens sempre viajou. A política e a economia levou, ou não, muitas viagens, mas foi a arte que em muitos momentos inspirados que a humanidade busca de outras pessoas e lugares. Para viajar sempre implica em uma pesquisa. Pode ser uma busca da felicidade, as emoções, o desconhecido, um encontro com um amigo, o novo ou o velho, a contemplação da beleza, ou mesmodo horror, como aqueles que buscam cenários de uma Transilvânia habitada por vampiros.

(mais…)

Comentários desativados em A música e as viagens

La mirada cinematográfica generacional

Emilio C. García Fernández e María García Alonso

RESUMO

Os tiroteios cinematográficos foram discutidos em quase todas as perspectivas possíveis nos últimos cem anos. Os filmes têm sido objetos de paixão, culto e debate em círculos fechados e em setores mais ampliados da sociedade. Também os atores e atrizes foram convertidas em pilares de um consumismo desenfreado.

(mais…)

Comentários desativados em La mirada cinematográfica generacional

El arte y lo sagrado en el origen de la topología del aparato psíquico

Jesús González Requena

RESUMO

Esta pesquisa fala da noção de arte e história da arte que têm em seu âmago o paradoxo de ter como material de construção poética e patrimônio imaterial, objetos, artefatos, manifestações culturais e períodos criativos nos quais previamente a noção de arte não existia.

(mais…)

Comentários desativados em El arte y lo sagrado en el origen de la topología del aparato psíquico

Os primeiros oitenta anos do Cinema Espanhol: una mirada nostálgica

João Eduardo Hidalgo

RESUMO

Visão panorâmica do Cinema Espanhol, de 1895 a 1970, repensando seus períodos significativos e diretores. Jogando com o cinema pós-guerra censurado, chegando aos diretores de cena jovens como Carlos Saura, Zulueta Ivan, Pedro Almodóvar e nomes de recuperação como: Segundo de Chomón, Luis García Berlanga, Pere Portabella.

(mais…)

Comentários desativados em Os primeiros oitenta anos do Cinema Espanhol: una mirada nostálgica

Informatização: Impactos Editoriais e Estéticos

Ricardo Nicola

RESUMO

Esta dissertação apresenta uma nova ferramenta no processo de produção de mídia impressa especializada: editoração eletrônica. Porque é uma ferramenta importante para esse meio de comunicação, a visualização de sua jornada evolutiva começou na pré-história dos veículos informativos, avançando para a sociedade da informática. E foi apenas nesta última etapa social que editoração eletrônica legitimou sua função, resultando em impactos sobre a produção desses meios de comunicação e condicionados novos estilos. Na apresentação desta nova sociedade pós-industrial, uma mudança de trabalho e esfera do lazer foi verificada, cuja fusão está presente e nesta iteração, desktop publishing surgiu em casa, no escritório pequeno. Nesta jornada, editoração eletrônica tornou-se um objeto de reflexão por causa de seus aspectos de condicionamento que promoveu momentos de observação em relação a uma possível ameaça à criatividade, graças às suas instalações e clichés.
Por outro lado, diferentes aspectos positivos da área de trabalho também foram mostrados, ao mesmo tempo, seus aspectos condicionado resultando em um reestudo de sua execução em diferentes mídias impressa, mostrando seus efeitos e partilha de pontos de vista. Assim, novos estilos e uma maneira editorial de produção foram vistos também. Adicionar a este aspecto, editoração eletrônica – em geral significados – a informatização dos escritórios da revista – tem vindo a produzir demissão de jornalistas, que é outro aspecto importante na dissertação apresentando.

(mais…)

Comentários desativados em Informatização: Impactos Editoriais e Estéticos
Página 1 de 41234